Viver em Milão: custo de vida na capital da moda

Viver em Milão: custo de vida na capital da moda

04.09.2020

Saber quanto custa viver na Itália é uma dúvida recorrente. Especialmente para quem possui cidadania italiana e pensa em um dia procurar novas oportunidades fora do Brasil.

Nesse artigo vamos falar sobre o custo de vida em Milão, uma das cidades italianas preferida dos imigrantes brasileiros.

Você irá saber qual o preço médio do transporte, alimentação, moradia e outros itens essenciais para viver na capital da moda italiana.

Confira adesso tudo isso em detalhes!

Capital italiana da moda e tembém com belos monumentos. Ao findo o Duomo, impossível não visitar sempre, se viver em Milão

Habitação e aluguel em Milão: o valor das despesas essenciais

Tenha em mente que, ao alugar uma casa para viver em Milão, você estará residindo na quinta cidade com o aluguel mais caro da Europa, de acordo com a pesquisa Numbeo.

Parte interna da galeria Vittorio Emanuele, local incrível para passear se viver em Milão

É por isso que, na região central de Milão, você deve estar preparado para preços de aluguel muito altos. Isso contrasta com os vilarejos ao entorno, menos concorridos, onde os preços são significativamente mais baixos.

Para quem não abre mão de morar em Milão, entretanto, as periferias da cidade têm preços mais acessíveis. O que pode gerar uma boa economia no final do mês.

Enquanto na região central é preciso ao menos 950 euros para alugar um monolocale (kitnet) de 37m². Você aluga um apartamento de 70 m² próximo à estação de metrô em Sesto San Giovanni, a 26 minutos do centro de Milão, por 650 euros.

metrô central em Milão

Para quem acha que morar na região afastada do centro pode ser um inconveniente. Você deve levar em conta que o Metrô de Milão é o maior sistema metroviário da Itália, com cerca de 92 km, sendo que, destes, 50 km estão dentro da cidade de Milão.

Com quatro linhas e 113 estações. É possível morar a vários quilômetros do centro e ainda sim demorar não mais de meia hora para chegar ao local de trabalho.

Portanto, pense bem se para você é mais vantajoso morar perto da Galeria Vittorio Emanuele ou se é melhor economizar uns trocados.

Galeria Vittorio Emanuele um dos ícones da capital da moda italiana.

Custos adicionais com moradia

Lembre-se, ainda, que na conta com moradia, é preciso prever os custos adicionais. Que englobam a taxa de reciclagem de resíduos, condomínio, taxas de água, eletricidade e aquecimento.

Esses custos variam conforme o tamanho do imóvel, a estação no ano e se o imóvel é servido por sistema de calefação a gás.

Para se ter uma ideia. Um apartamento de dois quartos, sala e cozinha onde vivem 3 pessoas, numa cidade a 40 minutos de metrô de Milão, a taxa de lixo é de 125 euros ao ano. Nas mesmas condições, na cidade de Milão, gasta-se cerca de 280 euros anuais pela tasse rifiuti.

Por esses custos adicionais na cidade de Milão, portanto, espere pagar no mínimo 100 euros mensais. Sabendo que esse valor pode dobrar facilmente conforme as variáveis acima.

Alimentação: quanto custa comer bem em Milão?

Comer fora de casa

Em relação aos preços dos restaurantes, a lógica segue a mesma da moradia. Quanto mais afastado do centro e das atrações turísticas, mais baratos os preços.

Comer fora na região central de Milão, passeio por dentro da galeria Vittorio Emanuele

Uma pizza no centro de Milão pode ser encontrada por 9 euros. Frente aos 5 euros que se paga em Gorgonzola, cidade que fica a 40 minutos de metrô do centro de Milão.

Mas mesmo dentro da cidade é possível garimpar lugares mais baratos. Na média, paga-se 15 euros para comer em um restaurante barato na capital da moda.

Para comer em um bom restaurante, paga-se cerca de 60 euros para duas pessoas. E, para tomar um cappuccino na rua, você irá desembolsar 1,42 euro.

Viver em Milão e cozinhar em casa

Com relação às compras no supermercado, a boa notícia é que dá para comer muito bem em Milão sem comprometer o orçamento.

O montante gasto por mês, é claro, dependerá do tamanho da família. O local em que for fazer as compras e, sobretudo, do grau de exigência com a comida.

Para um casal “comedido” nas suas despesas com comida, é possível viver com 250 euros ao mês de despesas no mercado.

Mas lembre-se: Milão é uma cidade grande, com uma variedade absurda de excelentes produtos alimentícios. Portanto, considere mais algumas dezenas de euros nessa conta para poder usufruir, vez ou outra, das especialidades italianas.

Preços de combustível e transporte público: quanto custa se locomover em Milão?

Ter a comodidade de se locomover com o veículo próprio custa caro na Itália. O preço do combustível é um dos mais altos da Europa. Atualmente, o preço do diesel em Milão é de 1,40 euro por um litro. A gasolina custa, na média, 1,28 euro.

É fácil se locomover em Milão

Quem preferir usar o transporte público para viver em Milão vai pagar 2,00 euros para um bilhete válido por 90 minutos.

Mas também há a opção de adquirir um passe mensal (abbonamento mensile), com número ilimitado de viagens nos metrôs, ônibus e bondes.

Atualmente, o passe mensal válido para deslocamentos nas regiões centrais de Milão (M1-M3) custa 50 euros. Já o passe que abrange todas as 9 regiões metropolitanas de Milão – incluindo vinte e um municípios ao seu entorno! – sai por 87 euros mensais.

Lazer e serviços de telefonia em Milão: qual o custo?

Ninguém vive mais sem internet, não é mesmo? Pois saiba que a tarifa média mensal dos serviços de internet ADSL em Milão custa cerca de 27 euros.

Para pegar um cineminha no final de semana, é preciso separar nada menos que 9,35 euros por pessoa.

E para os que pretendem se matricular em uma academia. O valor mensal para se manter em forma na cidade de Milão é em média de 63 euros.

Castello Sforzesco, um dos pontos para aproveitar e passear se está a viver em Milão
Castello Sforzesco

Quanto é preciso por mês para viver em Milão?

Segundo os dados do portal  Cost of Live, o custo de vida total em Milão é, em média, de 2.207 euros ao mês. Segundo o site, esse valor leva em conta despesas com aluguel, serviços públicos, mercado, transportes e lazer para uma pessoa.

Mas, como vimos, escolhas inteligentes podem fazer seu dinheiro render mais em Milão. Viver fora das zonas centrais da cidade pode representar uma redução significativa no custo de vida na capital da moda.

Se você quiser saber mais sobre vistos, nacionalidades europeias ou como morar legalmente na Europa. Não deixe de conferir mais detalhes na nossa página de serviços.

Você poderá se interessar ainda:

Tudo sobre a cidadania italiana: passo a passo completo!

Como é morar na Itália

POSTS RELACIONADOS

Visitar

Pratos típicos de Natal na Itália

18/11/2021
Visitar

Como aproveitar o fim de ano no inverno italiano

16/11/2021
Visitar

Rotas do vinho imperdíveis na Toscana

28/10/2021