Como encontrar as documentações de antepassados italianos

Como encontrar as documentações de antepassados italianos

02.02.2021

Encontrar as documentações de antepassados italianos é uma etapa fundamental para quem está em busca do reconhecimento da cidadania italiana. 

É desse ponto em diante que se pode começar a sonhar vivamente com o passaporto rosso.

Passaporte Italiano

Afinal, mesmo que o seu sobrenome seja Ferrero, sua família inteira fale o dialeto piemontês e você celebre o carnaval comendo polenta com salsicha, sem a prova documental da descendência do seu antenato italiano, a conquista da dupla cidadania fica comprometida.

Mas como fazer para encontrar esses documentos? Por onde começar?

O primeiro passo para você encontrar os documentos do seu antepassado italiano é pegar papel e caneta para não perder nenhuma informação importante que possa te ajudar a montar sua árvore genealógica. Os outros, a gente te conta aqui, agora mesmo.  

Documento do descendente vindo da Itália: a importância da busca

Encontrar as documentações dos descendentes vindos da Itália pode ser uma etapa difícil do seu processo de reconhecimento da cidadania italiana, mas sem dúvida é a mais gratificante.

No início você só quer ter o documento do seu antepassado italiano na mão, mas conforme a sua pesquisa avança e as peças do quebra-cabeça da história da sua família vão se encaixando, é impossível não se envolver, se emocionar e ressignificar essa busca. 

O que antes você via apenas como um documento, passa a ser a história da origem da sua vida. 

Já tinha pensado nisso?

Eu, Dani, por exemplo, descobri que o nome do meu nonno não era como constava no meu registro de nascimento e como minha mãe e seus irmãos o chamavam. Nem meus tios sabiam, de fato, como escrevia ao certo o nome do próprio pai.

Eu também descobri que meu antenato italiano foi casado duas vezes, que teve vários filhos com ambas as esposas e que, portanto, existem bem mais descendentes daquele imigrante italiano – parentes meus, no caso – espalhados pelo Brasil.

Vinícius descobriu que seu avô era mechanico, quando a profissão ainda era escrita com h. E que o seu bisnonno casou-se em uma pequena cidade da Itália que de tão pequena hoje nem existe mais.

E você: entusiasmado para descobrir os fatos do passado que levaram você a ser quem você é hoje? 

Então confira as dicas que nós cuidadosamente elencamos abaixo para que você também possa encontrar o documento do seu antepassado italiano.

Dicas para encontrar as documentações de antepassados italianos

Um dia alguém comenta com você que está “tirando” a cidadania italiana e você fica com a pulga atrás da orelha, pensando: será que eu também tenho direito?

Então você começa a pesquisar o assunto e logo descobre que essa história só terá um final feliz se você conseguir comprovar ao governo italiano que é descendente de um cidadão nascido na Itália.

Às vezes você até sabe que o pai do seu avô veio da Itália, mas a informação não vai muito além disso.

Como saber, então, onde estão os documentos do seu ascendente nascido na Itália? É preciso procurá-los! E as melhores formas de encontrá-los são essas:

1- Converse com seus familiares mais velhos

familiares mais velhos

Já pegou o papel e a caneta, né? Então é hora de colocar seu instinto investigador para funcionar. Seus primeiros entrevistados serão seus familiares mais próximos e com mais idade que você.

Fale com a sua mãe, com seu pai, tios e avós. Pergunte tudo sobre a origem da família, onde os avós nasceram, casaram, com quantos anos eles casaram, e, se houverem falecidos, o local do óbito. Questione se eles têm algum documento de família guardado, alguma carta, ou se sabem se algum irmão pode ter uma pasta com certidões antigas. 

Você precisa de pistas e qualquer ajuda é bem-vinda. Vá anotando tudo e fotografando os documentos que encontrar para poder tê-los à mão para consultas rápidas. 

Se a família é daquelas que mora a vida inteira no mesmo lugar, falar com os vizinhos pode ajudar também. Quem sabe seu avô não revelou alguma história de família a um amigo ou vizinho próximo que possa te ajudar nessa busca?

2- Converse com os parentes mais jovens também

Se a sua família for pequena, talvez não seja o caso, mas em famílias muito grandes, como costumavam ser as antigas famílias italianas, é normal perder o contato com alguns parentes que não moram na mesma cidade.

E nessa, talvez você nem saiba, mas um primo pode já ter encontrado o documento que você tanto procura. Ou quem sabe ele está na mesma busca que você e, juntos, vocês possam reunir suas informações para chegar ao objetivo.

Se antigamente poucas pessoas pensavam em fazer o processo de reconhecimento da cidadania italiana, hoje, com o acesso à informação e a divulgação desse direito, são muitos os que pretendem ter a dupla cidadania.

Assim, pode ser que o seu tio não tenha nem ideia do que isso significa, mas não descarte a possibilidade de um familiar mais novo já estar com a papelada pronta dos seus antepassados italianos.

3- Use a Internet a seu favor

Poder das conexões

O número de informações disponíveis na Internet hoje era impensável tempos atrás. E a cada dia, mais e mais dados são gerados.

Alguns sites são especializados na busca pelos antepassados e podem te dar um help nessa fase de pesquisas. Os principais são:

Se você está mesmo interessado em encontrar as documentações dos seus antepassados italianos precisa dedicar um tempo para fazer contatos e perguntar. 

Navegue, pesquise e converse com quem tem o mesmo sobrenome e é da mesma região que você. Você encontrará muita gente disposta a te ajudar nessa busca, pode ter certeza!

4- Pesquise nos Bancos de Dados dos Registros de Imigrantes 

Você já ouviu falar em Arquivo Nacional?

O Arquivo Nacional é um órgão do governo federal que detém em seu acervo todo o registro de estrangeiros que vieram para o Brasil e é nele que você pode conseguir a chave para a resposta que está buscando. O melhor é que já é possível acessar os registros pelo meio virtual. 

Para saber se os documentos que você procura estão disponíveis virtualmente, você deve acessar o SIAN, o Sistema de Informações do Arquivo Nacional, fazer um cadastro e pesquisar pelo sobrenome do imigrante que você está procurando.

Imigrantes Italianos

Neste site do governo federal brasileiro você encontra um roteiro completo de como fazer sua pesquisa nos bancos de dados que contém as listas de entradas de estrangeiros nos portos brasileiros.

Além disso, alguns estados da federação mantém seus próprios arquivos em que é possível pesquisar a chegada do italiano ao Brasil. Em São Paulo, confira o site do Museu da Imigração.

Se tiver sorte, você conseguirá uma certidão de desembarque, onde é possível saber com qual idade o imigrante chegou ao Brasil e, portanto, em que ano nasceu. Em alguns casos, o documento também informa qual cidade ou região o imigrante era originário. Com esses dados, você estará bem perto de encontrar o documento do seu antepassado italiano.

5- Faça o caminho reverso

Lembra das fotos dos documentos que você bateu quando entrevistou os seus parentes e antepassados italianos? É hora de analisá-los com mais cuidado e partir para a busca das certidões nos Cartórios.

Os registros cartorários, seja de nascimento, casamento ou óbito, além das datas, costumam trazer informações acerca do local de nascimento e os nomes dos avós. Esses detalhes indicam para onde você deve dar o próximo passo.

Por exemplo, se o seu pai é o primogênito e nasceu em São José dos Campos, há chances que os seus avós tenham se casado na mesma cidade. É apenas um indício, que pode se validar ou não, mas é pelas cidades da região que você deve iniciar uma busca.

Portanto, para saber em qual Cartório pedir, o jeito mais fácil é reconstituir a sua árvore genealógica de frente para trás, ou seja, partindo de você até chegar no seu antepassado italiano.

Mas atenção: na hora que for solicitar as certidões aos Cartórios, peça-as em Inteiro Teor. Essas certidões são mais ricas em detalhes do que as certidões simples que costumamos ter em casa. Além disso, na hora que você der entrada no seu pedido de cidadania italiana, somente as certidões em Inteiro Teor serão aceitas.

6- Entre em contato com as entidades italianas

Tem uma forte pista de que o seu antenato nasceu em Bérgamo? Então entre em contato por e-mail com aquela Comune!

Na Itália, diferentemente do Brasil, os registros não são feitos em Cartórios Extrajudiciais, mas no Ufficio dello Stato Civile, dentro das próprias Prefeituras.

Hoje, muitos municípios italianos possuem uma página na internet com dados para contato, o que é mais difícil no caso das cidades menores.

De toda forma, no site http://www.comuni-italiani.it/ você consegue descobrir o contato de todas as comunes italianas. 

Escreva um e-mail simples, com o máximo de dados que você tiver (ano do desembarque no Brasil, nome dos pais, possível ano do nascimento ou casamento), solicitando informações sobre a existência do registro de nascimento ou casamento de seu antecessor naquele município. 

Talvez a resposta não seja imediata, já que demandará uma pesquisa em arquivos e livros antigos, mas a nossa experiência foi bastante positiva.

Lembre-se, apenas, que antigamente os atos da vida civil na Itália eram registrados apenas na Igreja. Os registros civis, nas Prefeituras, só passaram a ser obrigatórios depois da segunda metade do século XIX, em datas que podem variar conforme a província. 

Portanto, se a Comune lhe informar que não possui o registro daquele período, você deverá endereçar o mesmo e-mail agora para a igreja, paróquia ou catedral da cidade onde você suspeita constar o registro.

Nesse caso, você pode usar a ajuda do site da Igreja Católica Italiana para encontrar o correio eletrônico das igrejas de uma determinada região.

Ah, claro, como você já desconfiava, o e-mail deverá ser redigido em italiano. Se você não domina o idioma nem conhece alguma pessoa que fale a língua, escreva o e-mail em português, da forma mais simples e respeitosa possível, e traduza em algum aplicativo. O erro de alguma palavra não impedirá da mensagem ser compreendida.

7- Contrate uma assessoria para auxiliar com informações sobre antepassados italianos

Como você viu, a busca pelos documentos italianos é uma trajetória que fatalmente demandará tempo. Em alguns casos, só será possível localizá-los na Itália indo pessoalmente aos órgãos italianos para solicitar informações mais precisas. 

Se você não possui esse tempo disponível, nem a possibilidade de ir até a Itália tratar disso, contratar uma assessoria especializada ainda é a melhor solução.

Se você precisar de ajuda profissional para concluir essa etapa do processo e reconhecer a sua cidadania italiana, entre em contato agora mesmo com a equipe do Conexão Europa através da nossa página de serviços. 

Ficaremos felizes em fazer uma análise do seu caso específico.

No mais, esperamos que as nossas dicas tenham te ajudado e ficamos na torcida para que você encontre logo os documentos dos seus antepassados italianos!
E se quiser saber como funciona o processo de reconhecimento da cidadania italiana, não deixe de ler também: Tudo sobre a cidadania italiana: passo a passo completo!

POSTS RELACIONADOS

Morar

Educação na Itália: como funciona o sistema escolar italiano

14/09/2021
Visitar

Seguro viagem para a Itália, vale a pena?

16/08/2021
Morar

Melhores regiões na Itália para trabalhar

15/08/2021