As profissões mais bem pagas na Itália

As profissões mais bem pagas na Itália

16.01.2022

Se você faz parte do grupo de pessoas em idade ativa e pensa em morar na Itália num futuro próximo, já deve ter se perguntado como é o mercado de trabalho no país, quais as profissões mais bem pagas na Itália e pensado na possibilidade de exercer legalmente a sua profissão já estabelecida no Brasil.

Também já deve ter se perguntado qual a probabilidade de encontrar uma boa colocação na Itália.

E, claro, você deve ter a curiosidade de saber se a sua profissão é remunerada a altura para manter a qualidade de vida que você deseja ter em solo italiano ou… se é hora de mudar de carreira.

Pois foi na intenção de ajudar você a sanar essa curiosidade que nós fomos atrás das ocupações melhor remuneradas da Itália.

Com base nos salários médios estimados a partir dos dados colhidos de sites especializados no mercado de trabalho italiano, montamos uma breve classificação e a dividimos com você agora. 

Descubra qual o salário mínimo na Itália e quais as profissões ganham mais em solo italiano.

Qual o salário médio da população na Itália? Ele é melhor que em outros países da Europa?

Segundo o último relatório publicado pela Statista sobre os salários médios anuais nos países europeus em 2020, o salário anual bruto médio na Itália era de 27,9 mil euros. 

Por mês, a média salarial na Itália girava na casa dos 2.300 euros. 

Para se ter uma ideia das médias salariais na Europa, Luxemburgo apresentava o salário médio anual mais elevado da Europa, cerca de 65,58 mil euros.

Já a Eslováquia apresentava um vencimento médio anual pouco superior a 15,27 mil euros, o mais baixo entre os países indicados nesta estatística.

Na média, em comparação com outros países vizinhos, a Itália tem salários menores que países como França e Alemanha, mas superiores aos de Espanha e Portugal.

E  o salário mínimo? Qual é o salário mínimo na Itália?

A Itália não tem um salário mínimo legal.

Diferentemente do Brasil, onde há um piso salarial estabelecido pelo governo federal a ser respeitado por todas as categorias profissionais, na Itália não existe um salário mínimo que balize as remunerações dos profissionais em todo o território.

Por outro lado, cerca de metade dos trabalhadores italianos está abrangido por um acordo coletivo nacional, que define o salário mínimo para aquela categoria.

A regra geral, de toda forma, é a de que os trabalhadores italianos recebem por hora, de acordo com o que foi combinado no contrato de trabalho assinado.


Seguros Promo

Quais setores e profissões ganham os maiores salários na Itália?

Tanto no Brasil, como na Itália, o setor em que se atua é sem dúvida um fator decisivo na definição dos salários dos trabalhadores.

Por lá, os salários mais altos são registrados entre os funcionários que trabalham em serviços financeiros e bancários.

De acordo com os dados de 2021 disponibilizados pela JobPricing, empresa especializada no mercado de trabalho e na dinâmica salarial italiana, as pessoas deste segmento recebem, em média, 42,7 mil euros por ano, quase 3.600 euros ao mês.

Acima da média nacional, além dos serviços financeiros, encontram-se ainda os macro setores de:

  • Fornecimento de serviços públicos, como empresas de gás, eletricidade, água e telefonia, por exemplo : € 31.309/ ano;
  • Indústria de processos, usualmente dividida em setores, entre os quais destacam-se óleo e gás, químico e petroquímico; metais e mineração, papel e celulose e fármacos: € 31.178/ ano e 
  • Indústria de manufatura, que inclui uma pluralidade de mercados e áreas, desde a mecânica, passando pela alimentação, pelo têxtil, móveis e eletrônicos:  € 30.062/ ano.

Já os salários mais baixos na Itália são os de quem trabalha no setor da agricultura, silvicultura e pesca, girando em média em 24.038 euros/ano, cerca de 2000 euros ao mês.

Ao lado desse segmento, abaixo da média de salários do território, estão ainda os seguintes setores:

  • serviços: 28.315 euros/ ano;
  • comércio: 28.074 euros/ ano e
  • construção civil: 26.080 euros/ ano.

Por aí, já é possível ver onde a sua profissão se encaixa e qual a perspectiva salarial na Itália.

De toda forma, essa visão geral esconde algumas boas surpresas quando se olha mais detidamente, profissão por profissão.

Apesar do setor de serviços estar abaixo da média de salários nacional, por exemplo, algumas profissões desse setor despontam entre as mais bem pagas do país, como veremos adiante.

Outro aspecto a considerar, segundo os dados da pesquisa, é que quem trabalha em grandes empresas ganha, em média, mais do que os funcionários de pequenas empresas. Passa dos 25.876€ recebidos pelos colaboradores das empresas com menos de 10 colaboradores para os 36.608€ médios recebidos pelas empresas com mais de 1.000 colaboradores.

Lembrando, é claro, que esses valores representam sempre um salário médio, ou seja, as pessoas com menos experiência e que ocupam cargos menos importantes recebem abaixo desses montantes.

A seguir, com base no portal jobbydoo.it, trazemos uma lista com as profissões mais bem pagas da Itália:

Diretor e Gerente de Marketing

Profissionais do marketing, especialmente relacionados ao mundo digital, estão entre os mais bem pagos da Itália: eles devem ter habilidades de gestão para coordenar e organizar o trabalho de um equipe dedicada ao desenvolvimento de um plano de marketing e comunicação para empresas. 

O salário médio de um Diretor de Marketing é de € 123.000 brutos por ano, aproximadamente € 5.300 líquidos por mês.

Logo abaixo vem o Gerente de Marketing, com um salário médio de aproximadamente € 3.140 líquidos por mês.

Gerente de RH

O Gerente de Recursos Humanos lida com a gestão, seleção, treinamento e desenvolvimento do pessoal de uma empresa. O seu salário médio na Itália é de € 110.000 brutos por ano, aproximadamente € 4.790 líquidos por mês.

A remuneração de um Gestor de RH pode partir de um salário mínimo de € 65.500 brutos por ano, enquanto o salário máximo pode ultrapassar € 160.000 brutos por ano.

Especialista em Segurança Cibernética

Um especialista em segurança cibernética tem a tarefa de testar sistemas de segurança de TI por meio de ataques, tentativas de roubo, adulteração ou destruição de dados… tudo com o intuito de identificar e solucionar falhas de segurança.

O salário médio de um “Ethical Hacker”, como é chamado na Itália, é de € 82.100 brutos por ano, cerca de € 3.710 líquidos por mês.

O salário de um especialista em segurança cibernética pode partir de um salário mínimo de € 58.900 brutos por ano, enquanto o salário máximo pode ultrapassar € 150.000 brutos por ano.

Médico

Entre as profissões mais bem pagas na Itália está a de médico. O salário médio é de € 75.000 brutos por ano, quase € 3.400 líquidos por mês.

O salário de um Médico pode partir de um salário mínimo de € 45.000 brutos por ano, enquanto o salário máximo pode ultrapassar € 300.000 brutos por ano.

Um cirurgião cardiovascular, por exemplo, recebe um salário médio de aproximadamente € 5.880 líquidos por mês, €2.480 acima do salário médio mensal da classe médica na Itália.

Dentista

O salário médio de um Dentista é de € 77.000 brutos por ano, aproximadamente € 3.510 líquidos por mês.

O salário de um Dentista pode partir de um salário mínimo de 29.500€ brutos por ano, enquanto o salário máximo pode ultrapassar os 280.000€ brutos por ano.

> Precisando fazer transferências internacionais de dinheiro? O Conexão Europa recomenda o Remessa Online! Clique e saiba mais.

Piloto de Avião

O salário médio de um piloto de avião é de € 3.400 líquidos por mês na Itália, com possibilidade de aumento salarial em função dos anos de carreira.

Com 15 anos de voo um piloto pode ganhar até 180 mil euros, enquanto os capitães das companhias aéreas mais prestigiadas podem chegar a 220 mil euros por ano ou 18 mil euros ao mês, no final da carreira.

Consultor Financeiro

Entre as profissões mais bem pagas da Itália está também a de consultor financeiro, um especialista em finanças que administra os ativos e apresenta as melhores alternativas de investimento para seus clientes.

O salário médio de um Consultor Financeiro é de cerca de € 2.600 líquidos por mês.

A remuneração parte de € 38.000, enquanto o salário máximo pode ultrapassar € 130.000 brutos por ano.

Advogado

Quem exerce a tradicional profissão de advogado recebe um bom estipêndio na Itália, estando sujeito, claro, a variações dependendo da especialização.

O salário médio de um advogado é de € 37.500 brutos por ano, aproximadamente € 1.930 líquidos por mês, mais de doze mil reais mensais.

A remuneração de um advogado pode partir de um salário mínimo de € 26.000 brutos por ano, enquanto o salário máximo pode ultrapassar € 150.000 brutos por ano.

Um consultor jurídico, que presta assessoria a empresas, entidades e organizações, por exemplo, recebe em torno de € 72.000 brutos por ano, aproximadamente € 3.300 líquidos por mês.

Notário

Entre as profissões mais bem pagas da Itália está destinada aos formados em Direito.

Para exercer a profissão de notário, a qual se ocupa da avaliação e certificando a validade dos contratos e documentos públicos, é preciso passar em concurso público.

O salário médio de um notário é de € 265.000 brutos por ano, aproximadamente € 10.790 líquidos por mês, mas pode chegar a a bem mais.

O salário de um notário pode partir de um salário mínimo de € 60.000 brutos por ano, enquanto o salário máximo pode exceder € 600.000 brutos por ano, mais de 3,6 milhões de reais.

Qual região da Itália paga os melhores salários?

Ainda de acordo com a Jobpricing, os salários nas regiões norte e centro são significativamente mais elevados em comparação com os do sul.

A região da Lombardia, no norte da Itália, tem o maior salário bruto do país, enquanto é mais baixo na Calábria e Basilicata. 

A média anual na Lombardia foi de 31.392 mil euros/ ano, cerca de 430 euros a mais do que no Trentino-Alto Ádige/Südtirol.

A região da Ligúria ficou em terceiro lugar, com um salário bruto médio de 30.657 mil euros. 

As últimas posições do ranking são ocupadas pelas regiões do Sul. 

As pessoas na Basilicata, por exemplo, recebem os salários mais baixos da Itália, com uma média de 24.429 mil euros por ano.

É isso, agora você já sabe onde o dinheiro circula na Itália.

Se você não encontrou a sua profissão na lista acima, fique tranquilo, ainda há muitas outras profissões com excelentes remunerações na Itália. Se você quiser fazer a sua própria consulta, é só acessar o site www.jobbydoo.it/ e procurar pela sua profissão. 

E para quem quer ter uma noção sobre o custo de vida no país e as principais despesas mensais para morar na terra da pasta e da pizza, a sua leitura não termina aqui. Confira ainda os textos que selecionamos para você:

> Quanto custa morar nas principais cidades da Itália?

> Qual o valor médio de aluguel para morar na Itália

> 5 cidades baratas para morar na Itália