As 5 melhores províncias para envelhecer na Itália

As 5 melhores províncias para envelhecer na Itália

01.12.2021

Clima, preços dos imóveis, proximidade de cuidados médicos, vida social e cultural… Envelhecer na Itália é fácil?

Você já pensou qual o melhor cenário para viver bem depois de se aposentar?

Pois o jornal italiano Isole 24Ore já, e depois de comparar as vantagens e desvantagens de indicadores selecionados para destacar aspectos particulares que influenciam na qualidade de vida na terceira idade, compartilhou a lista das melhores províncias para envelhecer na Itália.

Se o seu sonho é deixar definitivamente o Brasil para gozar seus anos de aposentadoria em território italiano, esse ranking é importante pra você.

Descubra quais são as 5 melhores províncias italianas para morar para você que já tem ou ou ainda vai completar 65 anos.

Qualidade de vida na velhice na Itália: os indicadores da pesquisa

Segundo o jornal, a pesquisa seguiu uma dúzia de critérios, doze indicadores selecionados para medir alguns aspectos que influenciam as vidas das pessoas com 65 anos ou mais.

São eles:

  • Expectativa de vida aos 65 anos
  • Quantidade média de benefícios pagos aos idoso por mês
  • Pensões de baixo valor
  • Número de Bibliotecas a cada 10 mil residentes com 65 anos ou mais
  • Jardins nas cidades, em m² a cada 100 residentes com 65 anos ou mais
  • Poluição Sonora
  • Despesas com transporte para deficientes e idosos
  • Despesas com cuidados domiciliares
  • Quantidade de Enfermeiras por 100 mil habitantes
  • Razão de Geriatras a cada 10 mil habitantes acima de 64 anos
  • Consumo de medicamentos para doenças crônicas como hipertensão, asma, diabetes e doenças respiratórias
  • Mortalidade devido à demência e doenças do sistema nervoso

Abaixo, você descobre quais províncias italianas se saíram melhor em cada um desses aspectos e, ao final, quais delas são as mais indicadas para envelhecer na Itália.

Mas antes de continuarmos, um esclarecimento: na Itália, chama-se Província um território delimitado em que pertencem várias cidades, e que está contida em uma das 20 grandes regiões italianas. Assim, por exemplo, a Província de Lucca faz parte da Região Toscana e é formada por 33 cidades.

Dessa forma, o ranking de qualidade de vida dos idosos a que fazemos referência diz respeito a essa pequenas províncias, ou sub-regiões das grandes regiões italianas.

Continue conosco para descobrir quais foram as melhores classificadas.

Expectativa de Vida

As províncias que se destacam por ter uma expectativa de vida maior aos 65 anos são:

  1. Cagliari, na Sardegna
  2. Perugia, Umbria
  3. Pádua, no Vêneto
  4. Siena, Toscana
  5. Florença, também na Toscana

Surpreendentemente, na outra ponta da lista, lugares com expectativa de vida desfavorável, ficaram províncias importantes do norte da Itália como Cremona e Bergamo, possivelmente como resultado da tragédia que vimos acontecer nesses lugares no início da pandemia.


Seguros Promo

Valores médios das aposentadoria por velhice

Ao envelhecer na Itália você poderá contar com uma aposentadoria por velhice, se preencher os requisitos legais. O benefício aos idosos é maior na Lombardia:

  1. Milano, Lombardia
  2. Monza e Brianza, Lombardia
  3. Roma, Lazio
  4. Lecco, Lombardia
  5. Bologna, Emilia Romagna

Pensões de baixo valor

Neste indicador, a pesquisa relaciona as províncias onde a aposentadoria por velhice é menos gorda:

  • Enna, Sicília
  • Agrigento, Sicília
  • Trapani, Sicília
  • Reggio Calabria, Calabria
  • Cosenza, Calabria

Número de Bibliotecas 

Se você já teve a oportunidade de visitar uma biblioteca pública na Itália, sabe como os idosos italianos valorizam esse espaço. Nesse indicador, contabilizou-se o número de bibliotecas a cada 10 mil residentes com 65 anos ou mais e as seguintes províncias ficam em destaque:

  1. Bolzano, Trentino-Alto Ádige
  2. Oristano, Sardegna
  3. Aosta, Vale de Aosta
  4. Nuoro, Sardegna
  5. Trento, Trentino-Alto Ádige

Jardins nas cidades

Espaços públicos arborizados são extremamente valorizados na Europa como um todo. Para os idosos, esse espaço representa qualidade de vida, tanto para a prática de atividades ao ar livre como no aspecto da convivência em comunidade.

Essa são as províncias italianas com o maior número de metros quadrados de parques a cada 100 residentes com 65 anos ou mais em sua capital:

  1. Fermo, região de Marche
  2. Ravenna, Emília-Romanha
  3. Parma, Emília-Romanha
  4. Macerata, Marche
  5. Forlì-Cesena, Emília-Romanha

Poluição Sonora

As capitais das províncias que apresentaram menor índice de poluição sonora são:

  • Foggia, Puglia
  • Nuoro, Sardegna
  • Isernia, Molise
  • Fermo, Marche
  • Sud Sardegna, Sardegna

Para quem quer fugir do barulho a todo custo, deve passar longe das províncias de Messina e Palermo, na Sicília.

Despesas com transporte para deficientes e idosos

As províncias que despendem mais dinheiro público para o transporte de deficientes e idosos são:

  1. Aosta, região do Vale de Aosta
  2. Catania, Sicília
  3. Trento, Trentino-Alto Ádige
  4. Venezia, Veneto
  5. Ragusa, Sicília

Despesas com cuidados domiciliares

O gasto público com cuidados domiciliares aos idosos atinge a maior participação no Nordeste, com níveis muito elevados no Vale de Aosta e na Província Autônoma de Bolzano. Veja quais são as províncias melhores classificadas nesse indicador:

  1. Trento,  Trentino-Alto Ádige
  2. Nuoro, Sardegna
  3. Oristano, Sardegna
  4. Gorizia, Friuli-Venezia Giulia
  5. Roma, Lazio

> Planejando sua viagem para a Itália? Não deixe de conferir as dicas do Go Europa para aproveitar todas as atrações de Roma e da Costa Amalfitana.

Quantidade de Enfermeiras

Outro indicador que entrou na medição da qualidade de vida dos idosos que vivem na Itália foi a razão de enfermeiras por 100 mil habitantes. Os primeiros lugares nesse aspecto ficaram para as províncias de:

  1. Ravenna, Emília-Romanha
  2. Ancona, Marche
  3. Sassari, Sardegna
  4. Gorizia, Friuli-Venezia Giulia
  5. Terni, Umbria

Número de Médicos Geriatras 

A pesquisa levantou quais as províncias italianas possuem mais geriatras à disposição da população idosa e os resultados mais positivos foram em:

  1. Cremona, Lombardia
  2. Pescara, Abruzzo
  3. Lodi, Lombardia
  4. L’aquila, Abruzzo
  5. Genova, Liguria

Consumo de medicamentos para doenças crônicas

Aqui, a avaliação é em relação a quantidade da população acima dos 64 anos que mais consome medicamentos para hipertensão, asma, diabetes e doenças respiratórias:

  • Taranto, Puglia
  • Rieti, Lazio
  • Ferrara, Emília-Romanha
  • Enna, Sicília
  • Cosenza, Calabria

Já os idosos que menos consomem menos medicamentos para essas mesmas doenças são os que residem em Cagliari, Trento, Bergamo, Sondrio e Bolzano.

> Precisando fazer transferências internacionais de dinheiro? O Conexão Europa recomenda o Remessa Online! Clique e saiba mais.

Mortalidade devido à demência e doenças do sistema nervoso

Por fim, o último indicador diz respeito ao índice de mortalidade dos velhinhos por demência ou doenças do sistema nervoso. As províncias que ficaram nas primeiras posições são:

  • Aosta, no Vale de Aosta
  • Modena, Emília-Romanha
  • Cagliari, Sardegna
  • Treviso, Vêneto
  • Sassari, Sardegna

As que apresentam menor número de mortalidade por essas condições são Rieti / Lazio, Avellino / Campania e Isernia/ Molise.

Classificação Final: as melhores províncias para envelhecer na Itália

Com base em todos esses doze indicadores estatísticos selecionados pelo Il Sole 24 Ore, Trento se destaca pelo bem-estar dos idosos em termos de transporte, bibliotecas, parques e gastos com cuidados domiciliares.

Veja quais são as 5 melhores províncias para envelhecer na Itália e também as 5 piores classificadas:

  1. Trento, região de Trentino-Alto Ádige
  2. Ravenna, Emília-Romanha
  3. Bolzano, Trentino-Alto Ádige
  4. Aosta, Vale de Aosta
  5. Bologna, Emília-Romanha

Nas últimas colocações, ficou a província de Vibo Valentia, na Calábria, além de Palermo, Messina, Trapani e Agrigento, todas na Sicília.

Aí está o mapa de onde se envelhece melhor na Itália. 

Apesar de algumas cidades do sul aparecerem bem colocadas em alguns dos indicadores positivos da vida na terceira idade, para viver bem na Itália depois de se aposentar as cidades das províncias do norte ainda são a melhor escolha.

E lembre-se: se você precisar de ajuda com vistos para morar na Itália ou de assessoria especializada para solicitar o seu pedido de cidadania italiana, entre em contato com o Conexão Europa e conheça os serviços prestados.