O que fazer em Cork, a segunda maior cidade da Irlanda

O que fazer em Cork, a segunda maior cidade da Irlanda

04.01.2021

Um pouco sobre a História e Origem de Cork.

Cork é a segunda maior cidade da Irlanda, com cerca de 190 mil habitantes em 2020. Cork iniciou-se no século VI com um assentamento monástico, mas pode-se dizer que como cidade, foi fundada entre 915 e 922 d.C. quando os Vikings estabeleceram uma comunidade comercial. Por volta de 1173, a cidade foi conquistada pelos colonizadores do império anglo-normando (atual império da Inglaterra) e somente no início do século XX foi definido pela realeza que Cork seria uma cidade. Curiosidade: A cidade já foi totalmente murada, e várias seções e portões permanecem de pé permitindo que o turista possa sentir e conhecer as experiências e belezas arquitetônicas da época medieval.

Seu nome vem do gaélico Corcaigh, que significa lugar pantanoso. A cidade fica a pouco mais de 250 km ao sudoeste de Dublin (a capital oficial do país), localizada às margens do rio Lee e possui o segundo maior porto natural do mundo, atrás de Sydney, na Austrália. O porto natural de Cork não deixa de ser importante para a cidade, pois faz com que cresça e tenha um movimento constante na economia, atraindo importantes multinacionais como Pfizer, Novartis, Apple, Amazon, Facebook, Dell, entre outras, que escolheram a cidade e o condado de mesmo nome para montar suas fábricas. Ou seja, tanto a cidade quanto o próprio condado estão em crescimento, o que impulsiona também o mercado turístico.

Como chegar em Cork na Irlanda

Cork possui um pequeno aeroporto, porém as opções e ofertas de voos são bem menores quando comparadas com as de Dublin, mas existem voos direto para Cork sim, dependendo de onde estiver partindo.

Se você chegar pelo aeroporto de Dublin, existem ônibus que vão direto para Cork e você consegue comprar as passagens na hora, com um custo em torno de 20€.

Outra opção para quem parte de Dublin com destino a Cork é seguir de trem, sendo esta viagem um pouco mais curta quando comparada a de ônibus, porém com o custo variando entre 40 e 60€. Ou seja, de trem a viagem demora cerca de 2h30 enquanto que de ônibus, você irá gastar 3h, mas pagando praticamente a metade do valor.

Já de carro, o custo da viagem fica em torno de 20€ com duração de 2h30.

O que conhecer e fazer em Cork

The English Market

Mercado Inglês

Sem dúvida, devemos começar falando sobre o The English Market (o Mercado Inglês), uma vez que Cork também é conhecida como a capital gastronômica da Irlanda. Este mercado iniciou suas atividades em 1788 sob controle de uma corporação inglesa, daí o nome e também para distinguir-se dos demais estabelecimentos irlandeses vizinhos. Em medados do século XIX, houve uma expansão e remodelação do mercado, tornando-o um marco para a cidade já que é o mercado mais antigo do gênero na Europa e recebeu o selo real de aprovação em 2011, quando a Rainha Elizabeth II o visitou.

St. Anne’s Church

Construída entre 1722 e 1726, a Igreja de St Anne na área histórica de Shandon em Cork, é uma das mais antigas em uso na cidade. Os visitantes podem subir os 132 degraus da torre para ter uma vista espetacular de 360° da cidade a mais de 35m de altura, além de tocar seus sinos, sendo que você pode escolher uma entre as músicas disponíveis, ou seja, não será qualquer badalada de sinos. Outro atrativo durante a subida é que o visitante também pode ver o funcionamento do relógio.

A visita ao interior da igreja é gratuita, porém para subir a torre e tocar os sinos são cobrados 5€.

Cork City Gaol

É a antiga prisão da cidade, que também já foi uma estação de rádio e hoje em dia possui um tour autoguiado com suporte de áudio em que os visitantes podem conhecer as celas restauradas, ou seja, podem sentir como os prisioneiros viviam e ter uma ideia de como era o sistema penal do século XIX. Os ingressos para adulto custam 10€ apenas com o livreto e 12€ com audioguia, sendo que nos meses de julho e agosto, ocorrem visitas guiadas em inglês a cada meia hora, das 10h às 16h, sem cobrança extra.

Elizabeth Fort

Essa fortaleza em formado de estrela foi construída em 1601 e se manteve ativa como quartel militar e policial continuamente por mais de 400 anos até ser aberta à visitação pública, em 2014. 

Tais visitas são gratuitas e autoguiadas, porém por 3€ é possível realizar um tour guiado.

Catedral de Saint Fin Barre 

A Catedral de Saint Fin Barre, é uma catedral anglicana situada no centro da cidade de Cork. Projetada por William Burges e consagrada em 1870, a catedral fica em um local onde o culto cristão é oferecido desde o século VII. No pátio da igreja há um labirinto, usado para meditação e preces. Enquanto se caminha por ele, é indicado refletir e agradecer. A entrada para um adulto custa 6€.

The Butter Museum

O Museu da manteiga (The Butter Museum) conta a história do produto que teve um importante papel na economia de Cork, a manteiga. A cidade chegou a ser o maior exportador deste produto do mundo. O museu conta a importância histórica da manteiga e descreve como funcionou a fabricação artesanal do produto no passado, além da sua importância no desenvolvimento do país.

Fica ao lado da Saint Anne’s Church e a entrada custa 4€ por adulto.

Fitzgerald’s Park

Localizado a uma pequena distância do centro da da cidade e da University College Cork, o parque foi originalmente local da Exposição Internacional de Cork em 1902, uma feira mundial que mostrava a economia da cidade. Após a exposição, o terreno foi convertido em um parque público, com um grande lago e uma fonte como foco principal.

O parque está situado às margens do rio Lee e foi nomeado em homenagem a Edward Fitzgerald, o então Lord Mayor de Cork e proponente da Exposição Internacional de Cork. Oferece um retiro tranquilo da agitação da cidade, com suas belas avenidas arborizadas, canteiros de flores e jardim de rosas com suas muitas estátuas e esculturas, além da grande fonte central.

Cork Public Museum

Localizado dentro do Fitzgerald Park, o museu público tem entrada gratuita e conta com guias dispostos a auxiliar sua visita às exposições que contam a história econômica, social e municipal da cidade e arredores desde o período mesolítico, com particular destaque para a Regalia Cívica e o comércio e artesanato dos séculos XIX e XX.

Crawford Municipal Art Gallery

Localizada no coração da cidade, a Crawford Art Gallery é uma instituição cultural nacional dedicada às artes visuais, tanto históricas quanto contemporâneas. Sua coleção é composta por mais de 3.000 obras, que vão desde pinturas e esculturas irlandesas e europeias do século XVIII, até vídeo-instalações contemporâneas. Tendo sua principal atração a coleção de moldes de esculturas gregas e romanas, trazidas para Cork em 1818 do Museu do Vaticano em Roma.

A galeria que recebe mais de 250.000 visitantes por ano e tem a entrada gratuita.

University College Cork

Uma das principais universidades da Irlanda, a University College Cork foi fundada em 1845 como uma das três Queen’s Colleges localizadas em Belfast, Cork e Galway. Oferece dentro do campus um observatório, uma biblioteca e uma igreja aberta ao público.

Em uma das alas da universidade existe uma coleção de Ogham Stones ilustrando uma das primeiras formas codificadas da língua irlandesa. Essas pedras são lápides antigas, cada uma marcando o local do sepultamento de uma pessoa distinta em uma tribo celta e datam do século II ou III da era cristã.

Cobh – Uma vila charmosa e a última parada do Titanic

Localizada ao leste de Cork na Irlanda e a aproximadamente 25 minutos de trem da cidade de Cork, essa vila à beira-mar se destaca por sua história centenária, além de ter sido o último porto de escala do lendário Titanic, antes de seu naufrágio em 1912.

Originalmente conhecida como Queenstown, em homenagem à rainha Vitória, a cidade passou a se chamar Cobh (ou “Côuv”) após a guerra da independência dos irlandeses contra a Inglaterra.

Devido as diversas guerras e dificuldades com a fome que o povo irlandês sofreu por um longo período, Cobh com seu enorme porto (o segundo maior porto natural do mundo) foi o ponto de partida de milhares de pessoas com destino a América em busca de uma vida melhor.

Repleto de casas aconchegantes e coloridas, o vilarejo é um lugar encantador com suas ruas alegres, cheias de cor, de vida, de flores e pessoas, tanto locais quanto turistas.

Para concluir sua visita a Cobh e realmente sentir o que o Titanic representa para a cidade, não deixe de visitar o Titanic Experience.

Este museu fica exatamente no mesmo local da bilheteria que vendeu as passagens para os últimos 123 passageiros que partiram para Nova Iorque. Existe um tour guiado de cerca de 30 minutos e muitas informações sobre o Titanic, em forma de fotos, áudios e objetos pessoais e do navio. Os ingressos para adulto custam 10€.

Blarney Castle

castelo de Blarney

O castelo de Blarney pode ser considerado o mais famoso ou um dos mais famosos castelos da Irlanda devido a tal Pedra da Eloquência no topo da torre do castelo. Dizem que quem a beija, ganha o dom da boa eloquência, ou seja, da boa lábia. Mas, para isso…. você precisa se deitar e ficar praticamente de cabeça para baixo, enquanto um funcionário do castelo te segura, para então dar um beijo na pedra. 

O castelo de Blarney fica a cerca de 8 km do centro da cidade de Cork, e você pode pegar um ônibus local ou ir andando. O valor do ingresso normal para acessar o castelo é 18€.

Jameson Distillery

destilaria Jameson

Para quem gosta de uísque, é possível visitar uma das famosas destilarias Jameson na cidade de Midleton, a 23 km do centro da cidade de Cork. 

O tour guiado dura cerca 75 minutos onde visitante pode conhecer e aprender sobre o processo de fabricação da bebida e, ao final, degustar o famoso uísque Jameson.

Para chegar a destilaria, você pode pegar o ônibus na rodoviária de Cork e em aproximadamente meia hora chegar a Midleton. Também é possível ir de trem. Confira os valores do tour pela destilaria no site da Jameson Whiskey, pois existem diversas opções, ok?

Aproveite ao máximo sua passagem por Cork na Irlanda

Veja dicas de passeios incríveis que a Get Your Guide oferece para você visitar diversas atrações de Cork na Irlanda

Depois me conte o que achou de lá, ok?

Quer saber mais sobre a Irlanda? Veja esses conteúdos incríveis que separei para você

POSTS RELACIONADOS

Visitar

Segredos dos Famosos Uísques Irlandeses (Irish Whiskeys)

14/12/2020
Morar

Como morar na Irlanda

28/11/2020
Morar

Estudar inglês na Irlanda

24/10/2020