Vai para a França? Saiba tudo sobre o passe vacinal

Vai para a França? Saiba tudo sobre o passe vacinal

02.02.2022

Está contando os dias para visitar a França? Entenda tudo sobre o passe vacinal.

Então além de realizar um teste antígeno ou PCR antes da partida, você deve saber que precisará preparar a sua documentação para poder desfrutar – sem restrições – das atrações turísticas do país.

É que o governo da França exige que uma boa parte dos estabelecimentos públicos e privados façam um controle na entrada, permitindo somente às pessoas que apresentem um “passe de saúde válido” adentrar.

Essa exigência vale tanto para os franceses como para os estrangeiros residentes ou de passagem pelo território.

Portanto, você que está arrumando as malas com destino à França, precisa estar atento às novas regras sanitárias vigentes no país.

Descubra agora como obter seu passe vacinal para curtir as suas férias na França sem moderação.

Covid-19 Vaccination, Coronavirus 2019-nCoV and Illness Prevention, Healthcare and Medicine against Global Pandemic Concepts.

Covid 19 na França: a exigência do passaporte sanitário

Desde 9 de junho de 2021, a França vive sob um forte regime de controle à circulação de pessoas não imunizadas contra o coronavírus. As restrições vem sendo cada vez mais rígidas.

No início, o acesso a locais como teatros, salas de espetáculos, estádios, feiras e festivais só era permitido a quem portasse o passe sanitaire.

Esse passaporte permitia que, através do aplicativo TousAntiCovid, com a simples leitura de um QRCode, a pessoa pudesse comprovar a sua imunidade ou não contagiosidade e, assim, estar habilitada a frequentar aqueles espaços.

Em outras palavras, o passe sanitaire era a prova de que a pessoa estava vacinada, com um resultado negativo ou já ter sido infectada, ganhando, então, o direito de entrar em locais de lazer que reunissem um grande número de pessoas.

Dois meses depois, o governo francês decidiu estender a exigência da apresentação do passe sanitaire, entre outros lugares, a bares, restaurantes e em viagens de longa distância em transportes públicos inter-regionais.

Assim, para poder fazer refeições em restaurantes ou visitar museus era preciso apresentar um passe sanitaire – por meio do aplicativo ou em papel – válido.

Em 24 de janeiro de 2022, contudo, o passe sanitaire foi substituído parcialmente pelo passe vaccinal e é dele que você precisará agora para poder desfrutar das atrações sem impedimentos na França.

Passe vacinal francês: o novo passaporte exigido depois de 24 de janeiro de 2022

Desde 24 de janeiro de 2022, o passe vacinal é obrigatório para acessar determinados locais abertos ao público, como cinemas, museus, cafés e restaurantes ou transporte inter-regional para qualquer pessoa maior de 16 anos.

Assim como o antigo passe sanitaire, o passe vaccinal consiste em apresentar, em formato digital (pelo aplicativo TousAntiCovid) ou papel, um comprovativo de saúde. 

Entretanto, no caso específico do passe vacinal, ele somente será obtido por quem se encaixar em uma dessas 3 situações:

  • Ter um certificado de vacinação com um esquema completo de imunização;
  • Apresentar um resultado de um teste PCR ou antígeno positivo, atestando a recuperação do Covid a mais de 11 dias e menos de 6 meses da data do teste;
  • Possuir um certificado de contra-indicação à vacinação.

Como se vê, no caso do passe vacinal, não existe mais a possibilidade de haver um resultado de um teste de triagem negativo para Covid-19 como prova de saúde válida.

A exceção fica por conta das crianças, isentas de qualquer passe, e também dos adolescentes de 12 a 15 anos que não estão sujeitos ao passe vacinal. Por outro lado, nos locais onde é exigido o passe vaccinal, os adolescentes nessa faixa etária deverão continuar a apresentar o passe sanitaire que inclui a possibilidade de apresentar um PCR negativo ou teste de antígeno inferior a 24 horas.


Seguros Promo

Como obter um Passe Vacinal?

Segundo a administração francesa, para solicitar o passe vacinal, você deve ter sido vacinado com uma vacina aceita pela Agência Europeia de Medicamentos e nas seguintes condições:

  • há mais de 4 semanas após ter tomado a vacina de dose única (Janssen); 
  • há mais de 7 dias após a segunda dose para vacinas de duas doses (Pfizer, Moderna, AstraZeneca); 
  • há mais de 7 dias após a vacina se você se infectou ou se recuperou do Covid-19 (neste caso, apenas uma dose é necessária);
  • ter recebido um reforço há mais de 7 dias (Pfizer ou Moderna) após ter sido vacinado com uma vacina colocada na lista de emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS): Sinovac/Coronavac ou Sinopharm /BBIB-PVeroCells.

Além disso, é preciso que as pessoas acima de 18 anos tenham recebido uma dose de reforço no máximo 4 meses após a última vacina ou infecção por Covid para conseguir obter um passe vacinal.

Como a dose de reforço não é obrigatória para adolescentes de 16 e 17 anos, eles são considerados totalmente vacinados com duas doses. A dose de reforço não é, portanto, necessária para a obtenção do cartão de vacinação para eles.

Lembrando que menores de 12 anos não precisam ter o passe vaccinal nem o passe sanitaire.

E como obter o passe, afinal?

Para obter o passe vaccinal é preciso fazer um pedido:

  • através da internet, para estudantes estrangeiros, nesse site aqui;
  • para estrangeiros, excluindo estudantes, nas farmácias credenciadas em toda a França. 

Para fazer o pedido, o viajante deve apresentar em uma das farmácias que oferecem o serviço, o seu passaporte e o certificado de vacinação original em papel, ou seja, o comprovante impresso do Conecte SUS, no caso dos brasileiros.

O certificado deve incluir claramente o sobrenome, nome, data de nascimento e data da vacinação, a vacina utilizada, se possível o número do lote, o número de doses injetadas e o país de vacinação.

O serviço de geração do certificado de equivalência vacinal varia, mas não pode ser superior a 36 euros.

O certificado de equivalência vacinal pode ser impresso e apresentado nos locais sujeitos ao passe vaccinal em papel ou através do aplicativo “TousAntiCovid”.

Simples, não?

O único problema é que nem todas as cidades que possuem farmácias que prestam esse serviço. Você pode conferir as farmácias que fazem a conversão do certificado de vacinação estrangeira para francesa no site da Santè Public da França. 

Se você não quiser ter surpresas e contratempos, pra você que chega na capital, é possível solicitar o seu passe assim que chegar em Paris, na Pharmacie Serafim ou na Pharmacie Perrot. A primeira fica na 37 Boulevard Arago, 75013. A segunda, na 85 Rue de Turbigo, 75003.

O Fim do Passe Vacinal na França

Se a sua viagem à França está marcada para além do mês de abril ou maio é possível que você não tenha que se preocupar com essa exigência. 

A esperança das autoridades francesas é a de que no início de abril de 2022 o contágio diminua e a situação dos hospitais esteja sob controle para que elas possam retirar, de vez, a exigência do passe de vacinação.

Que assim seja!

> Programando sua viagem à França para os próximos meses? Não esqueça de cotar seu seguro viagem com a Seguros Promo!