Carnaval na França: cidades francesas para curtir a folia

Carnaval na França: cidades francesas para curtir a folia

18.12.2021

Ok, entre os brasileiros há uma unanimidade: nenhum país tem um Carnaval como o do Brasil.

Mas se você decidir passar o feriado na França, não se preocupe. Nem por isso precisará deixar de curtir a folia.

Ajustando os parâmetros brasileiros e as expectativas do que é um desfile e uma festa de Carnaval, dá para se divertir – e muito – no Carnaval na França.

A primeira coisa a saber é que cada cidade francesa celebra o Carnaval de uma forma diferente, dando-lhe um toque autêntico, mas duas delas são conhecidas por terem os melhores Carnavais de toda a França. 

Descubra agora quais as cidades para as quais você deve apontar o seu GPS, se você decidir comemorar o Carnaval na França!

Carnaval na França: vá para Nice!

O Carnaval de Nice é o evento de inverno mais importante da Riviera Francesa.

Durante 2 semanas, os foliões se divertem com o desfile principal, os carros alegóricos, e mais de mil dançarinos e músicos.

Os primeiros registros históricos do Carnaval em Nice datam de 1294. Mas a festa só começou verdadeiramente em 1873, quando foi transformada em um desfile, com direito a máscaras, carros alegóricos e competições. 

Atualmente, o evento atrai mais de um milhão de pessoas.

Isso mesmo! O Carnaval de Nice é um dos maiores do mundo!

Fonte: Site oficial https://www.nicecarnaval.com/

Os desfiles partem da Piazza Massène e seguem para a Promenade des Anglais, encenando a chamada ‘batalha das flores’, provavelmente o acontecimento mais esperado do Carnaval de Nice. 

Durante o evento, cerca de 250.000 flores são distribuídas para a multidão por carros alegóricos. Uma verdadeira chuva de mimosas, gérberas e lírios inunda o público e as ruas ao longo do Carnaval.

Este evento destaca a grande diversidade floral existente na região, já que grande maioria das flores utilizadas no evento são produzidas localmente. A batalha das Flores costuma acontecer às quartas-feiras e aos finais de semana, sempre à tarde. 

À noite, na Place Massena , é realizado o “Défilé des lumières du Carnaval”, com telões e carros alegóricos gigantes iluminando a cidade. 

No último dia de festa, a tradição se cumpre quando o rei do Carnaval de Nice é queimado em praça pública. As luzes se apagam, a música se dissipa e a festa acaba com a promessa de mais dias de folia no próximo ano.

Fonte: Site oficial https://www.nicecarnaval.com/

Além das festividades, o período do Carnaval é uma maravilhosa oportunidade de descobrir Nice no inverno. Mesmo com temperaturas mais baixas, o sol sempre costuma aparecer em Nice.

> Os ingressos para curtir o Carnaval e Nice variam entre 10€  e € 32 e podem ser comprados antecipadamente pela internet.

Carnaval na França: diversão garantida em Dunquerque

Esqueça o seu velho conceito de Carnaval. 

Em Dunquerque essa festa pagã é pra lá de irreverente.

A começar pela duração.

O Carnaval não dura apenas um fim de semana, mas cerca de 3 meses!

A festa acontece de meados de janeiro a meados de abril, todos os fins de semana.

Todo sábado à noite há um grande baile popular. Bandas costumam animar as ruas todos os domingos à tarde. 

O ponto alto da temporada de Carnaval são os dias chamados “Les Trois Joyeuses”, que começam no domingo antes do Carnaval e terminam na terça-feira de Carnaval, com seus desfiles de bonecos gigantes e coloridos. 

Pela manhã, a festa começa com um clima mais calmo, convidativo para os pequenos. Ao longo da tarde, os participantes fantasiados começam a sair nas ruas já em clima menos inocente e transformam completamente a cidade.

Multidões nos desfiles de rua de Dunquerque | Fonte: Site Oficial https://www.ville-dunkerque.fr/

Como você pode perceber, ao contrário de Nice, em Dunquerque os foliões são mais atores que espectadores do Carnaval. Ótimo para quem curte mais blocos e menos desfiles.

E é quando cai a tarde que  acontece um dos momentos mais aguardados da festa!

A multidão se concentra na praça da prefeitura da cidade para receber uma chuva de arenque! São cerca de 500 quilos de arenque lançados pelo Prefeito e servidores públicos a partir da varanda do prédio municipal.

E sim, pode acreditar, os foliões comem os peixinhos crus que foram arremessados.

À espera da chuva de arenque | Fonte: Site Oficial https://www.ville-dunkerque.fr/

Se você não é assim tão fã da iguaria, pode ficar tranquilo. Nesses dias, todos os restaurantes e bares abrem um serviço ao ar livre e você pode se acabar nas “baraque à frites”. 

Quem precisar de algo mais substancioso que batatas fritas, vai gostar de saborear uma sopa de cebola quentinha, um delicioso pot’je vleesch (prato típico de Dunquerque composto por carne de frango, porco, coelho e vitela cozinhadas com cenouras e ervas, para comer frio) ou Carbonade flamande em cervejarias e restaurantes da cidade.

Mas ainda não acabou!

Depois da festa nas ruas de Dunquerque, as pessoas – cerca de 8 mil foliões todos os anos –  continuam a festejar até de manhã em grandes “salões de baile”.

Outro evento exótico do Carnaval de Dunquerque fica por conta do campeonato mundial do grito da gaivota. A competição festiva, excêntrica e bem-humorada geralmente acontece em um bar e ganha quem tiver o “canto da gaivota” mais original.

Reza a lenda que essa festança remonta ao século XVII e era organizada pelos marinheiros que, nessa época do ano, durante vários meses saíam em busca de bacalhau na costa da Islândia. 

Como era muito perigoso e eles não tinham certeza de voltar em segurança, queriam aproveitar ao máximo os dias antes da partida. 

Esse espírito “como se não houvesse amanhã” permanece até hoje.

A  tradição ainda pede que os homens se vestiam de mulher, mas não é obrigatório.

Na verdade, a ideia é assaltar os guarda-roupas das avós para encontrar os trajes mais coloridos do armário. A regra de vestimenta do Carnaval de Dunquerque manda complementar o look com chapéu, guarda-chuva, maquiagem que cobre o rosto todo e, preferencialmente, um grosso casaco de pele fake.

Fonte: Site Oficial https://www.ville-dunkerque.fr/

Isso mesmo. Se você for pular o Carnaval de Dunquerque lembre-se que a cidade não é tão ensolarada quanto Nice. Ela fica no extremo norte da França, situada a apenas 10 km da fronteira com a Bélgica e tem invernos rigorosos. 

Mesmo que a folia se encarregue de esquentar o clima, passar o Carnaval aqui exige roupas apropriadas para o frio, especialmente à noite.

Como você pode ver, o Carnaval na França não é uma festa qualquer. 

De chuva de flores à chuva de arenque, pular o Carnaval na França é uma oportunidade para se libertar das preocupações do dia a dia e da rotina para extravasar, conhecer tradições diferentes e se divertir ao máximo. 

> Programando sua viagem à França para os próximos meses? Não esqueça de cotar seu seguro viagem com a Seguros Promo!


Seguros Promo