Como criar um plano de viagem para 1 mês na Europa em 7 etapas

Como criar um plano de viagem para 1 mês na Europa em 7 etapas

27.09.2021

Você está planejando uma viagem de 1 mês pela Europa? 

Esse artigo vai ajudá-lo a começar!

Planejar uma viagem de trinta dias pela Europa é um sonho, mas pode ser uma tarefa difícil, especialmente em se tratando de um destino tão  grande e cheio de lugares interessantes como o velho continente. 

São duas faces de uma mesma moeda: o lado bom é que você tem inúmeras possibilidades de destinos para escolher; o lado não tão bom é que você terá que eleger quais lugares você irá ver nesta viagem e quais podem ser deixados para a próxima vez.

Mas calma, existem alguns fatores que você deve considerar ao montar seu roteiro de 1 mês pela Europa que irão te ajudar a tirar esse sonho do papel. 

Confira agora como definir o seu itinerário de 30 dias na Europa em apenas 7 etapas!

1. Priorize seus interesses e descubra o que você deseja experimentar

Um mês viajando é bastante tempo, mas não o suficiente para desbravar todos os países da Europa.

Sua primeira missão, portanto, será priorizar seus interesses e, em seguida, descobrir o que você deseja vivenciar nessa viagem.

Pense no que você gostaria de aprender, ver, ouvir, países que não abre mão de conhecer, experiências pontuais que você leu em algum lugar e que sonha em replicar em carne e osso.

Você pode construir um roteiro monotemático baseado em seus interesses, como um itinerário que compreenda os mais importantes museus da Europa, rotas de vinhos e de queijos franceses ou as praias mais bonitas do mediterrâneo.

Ou, você pode construir a viagem dos sonhos explorando não um tema, mas regiões específicas, como o leste europeu ou os países escandinavos em uma viagem de 1 mês pela Europa.

Ainda assim, você terá que abrir mão de muitas atrações, mas já terá mais clareza de como começar a organizar seu plano de viagem de 30 dias pela Europa.


Seguros Promo

2. Defina o seu orçamento

Não dá para planejar uma viagem de 1 mês pela Europa sem falar no seu budget

Afinal, ele irá definir as possibilidades que o seu orçamento pode alcançar e determinará muitas das suas escolhas.

Se a sua intenção é diminuir os custos da viagem, pense em alguma dessas sugestões:

  • Escolha destinos próximos, percorra pequenas distâncias ou utilize passes como o Eurail, que dá direito a várias viagens de trem por um custo reduzido;
  • Compre os ingressos com antecedência e fique de olho no dia e o horário em que as atrações oferecem bilhetes em preço promocional;
  • Escolha destinos europeus mais econômicos;
  • Opte por viajar fora da alta temporada da Europa.

3. Descubra as melhores épocas do ano para visitar o país ou região em que você está interessado

Viajar na baixa temporada é sempre mais vantajoso, não apenas economicamente falando, mas sobretudo quando a questão é desviar do turismo de massa.

É nessa época que você consegue curtir com mais calma o destino e não precisa brigar por um espaço para bater aquela foto tão ensaiada na frente da Torre de Pisa.

Além disso, a época do ano interfere consideravelmente no seu plano de viagem. 

Não dá para querer esquiar no verão, nem pegar praia no inverno. Adapte seu itinerário ao que de melhor a estação tem a oferecer: sempre haverá uma vantagem em se visitar a Europa no período que você tem em mente.

Confira: 5 boas razões para você visitar a Itália no inverno

4. Mapeie sua rota e crie um itinerário aproximado de cidade em cidade

Com os seus interesses alinhados, vem a parte mais divertida: é hora de abrir o mapa e começar a imaginar a sua viagem, na prática.

É essa etapa que te dará a resposta se é possível visitar quarenta e duas cidades em oito países em trinta dias.

Portanto, abra o Google Maps e vá marcando seus pontos de interesse. 

Depois trace a rota e verifique a distância e o tempo necessário para percorrê-lo. Antes de descartar um destino, pense em todas as possibilidades de transporte. 

5. Pesquise as opções de transporte antes de ir

Com os dados do mapa em mãos, você se dará conta de que talvez alugar um carro não é a melhor opção para você nessa viagem e que você precisará reservar bilhetes aéreos para poder ir de um ponto a outro sem perder muito tempo.

Por outro lado, você pode pensar em se deslocar de navio e fazer um cruzeiro e mudar completamente o jeito inicial que você estava pensando em viajar.

Para qualquer questão que envolve mobilidade há uma solução ideal de transporte: se você quer economizar, pense nos aplicativos de carona; se quer aventura, por que não alugar um motorhome?

Querendo comodidade, uma van com motorista particular é perfeito; caso busca por tranquilidade, charme e conforto, passar dias a bordo de um trem pelo norte da Suécia pode ser bem interessante.

Confira: Transporte na Europa: qual a melhor opção?

6. Reserve o tempo ideal para ficar em cada destino

Mesmo que você ame perdidamente Paris as chances de querer ficar trinta dias na mesma cidade é mínima, certo?

Mas como saber quanto tempo ficar em cada cidade do seu itinerário?

Essa é uma pergunta que vale a pena você investigar a fundo para conseguir aproveitar de verdade a sua trip e não apenas passar voando pelos lugares. 

É claro que isso depende muito do seu ritmo pessoal de viagem. Há quem prefira viajar de forma mais tranquila e há quem simplesmente não consegue ficar parado quando está viajando, nem dormir faz questão.

Independentemente se você é fã de slow ou fast travel, a nossa dica é que você reserve ao menos quatro dias para as grandes capitais e dois para as cidades menores. 

Seguindo essa matemática você conseguirá se programar para conhecer os principais pontos turísticos e um pouco da atmosfera do lugar. 

E lembre-se: sempre deixe um tempo reservado para um turismo ocioso, despretensioso e destinado ao acaso. Nada melhor em uma viagem que aquela surpresa escondida em uma rua que você chegou sem saber como, sem ter ideia do porquê.

7. Finalmente, reserve seus voos, acomodações, passeios e transporte

Roteiro definido, cidades escolhidas, meios de transporte eleitos, chegou a hora de tirar seu planejamento do papel e dar os primeiros passos rumo à Europa.

Fique tranquilo, a parte mais demorada já passou.

Com a tecnologia, reservar seu voo, seus passeios e hotéis hoje leva apenas alguns minutos.

A tecnologia tornou mais fácil encontrar as melhores ofertas de voos e hotéis. Sites como Skyscanner e Google Flights revolucionaram a forma como viajamos. 

Eles permitem que você planeje sua rota com apenas alguns cliques. Você também pode encontrar tarifas baratas em sites como o Viagens Promo, que permitem pesquisar em várias companhias aéreas ao mesmo tempo.

Você pode encontrar ofertas de hotéis em sites como Hotels.com, Airbnb e Booking.com. Esses sites possuem filtros que permitem pesquisar o tipo de hotel (luxo ou econômico), comodidades, localização, faixa de preço – a lista é infinita!

Esperamos que esses 7 fatores auxiliem você de verdade na hora de montar o seu itinerário de um mês pela Europa. No mais, é só contratar o seguro viagem, fazer as malas e aproveitar a sua viagem!

Precisando de dicas de roteiros especiais pela Europa? 

Você encontra vários aqui mesmo no blog do Conexão Europa!

Confira o que nós separamos para você:

> Dicas para um roteiro em Munique

> Roteiros Românticos na Europa: melhores cidades para conhecer a dois

> Roteiro no leste europeu, conheça destinos incríveis

Roteiro no Sul da França: o que visitar

POSTS RELACIONADOS

Visitar

6 cidades europeias incríveis para visitar pós-pandemia

23/09/2021
Visitar

Guias turísticos pela Europa valem a pena?

18/08/2021
Visitar

Como encontrar a melhor passagem aérea

08/08/2021