Onde morar na Espanha: Madrid ou Barcelona?

Onde morar na Espanha: Madrid ou Barcelona?

30.10.2019

Entenda as diferenças entre as duas cidades.

Se você sair por aí perguntando aos viajantes as diferenças entre Madrid e Barcelona, a resposta é quase unânime: Madrid parece São Paulo e Barcelona seria o Rio de Janeiro. Mas, para além da presença ou não de praia, antes de fazer uma mudança de país, é preciso entender realmente como é morar em Madrid e em Barcelona para escolher em qual cidade viver.

Por isso, fizemos um levantamento de três critérios: estilo de vida, o custo de viver na cidade e mercado de trabalho. Assim, você consegue ter uma noção do que esperar de cada uma das duas cidades mais famosas da Espanha. Acompanhe o resultado neste artigo!

Morar em Madrid: a vida na capital espanhola

Madrid tem clima de metrópole, de junção de culturas e de agito. A capital espanhola transpira vida cultural e até mesmo quem está passando lá só para visitar consegue sentir o movimento nas ruas. Vamos entender melhor o que esperar sobre a vida por lá.

Como é o estilo de vida madrilenho?

Morar em Madrid é morar em uma cidade que pulsa: uma capital cheia de possibilidades de entretenimento e restaurantes.

Sabendo disso, seus habitantes têm um apreço por qualidade de vida. Enquanto profissões como jornalistas, cargos no mercado de investimentos e no direito empresarial têm uma rotina de trabalho mais puxada, as demais áreas de atuação geralmente têm uma rotina igual a qualquer outra cidade do país, balanceando trabalho e tempo de lazer, mesmo sendo a cidade onde todas as empresas se concentram.

Ao longo do ano, a cultura do Happy Hour é muito forte por lá. Por isso, durante a semana, é comum ver bares e restaurantes lotados (o que se repete aos fins de semana). E, embora a vida noturna seja efervescente e muito variada em estilos, existem atividades de lazer para todos os gostos, mesmo para as pessoas mais diurnas, o que deixa aquela sensação de que morar em Madrid é sempre ter o que fazer. Os museus e os parques também não deixam a desejar nesse quesito!

Já na gastronomia, a oferta de sabores é algo a se destacar porque é muito vasta. Existem muitos estabelecimentos, tanto de gastronomia típica espanhola, quanto de fusões culinárias e cozinhas internacionais. Lá se come muito bem!

Já no verão, a cidade se esvazia: é uma época em que a maioria dos habitantes tira férias e vai para cidades costeiras da Espanha ou de outros países para aproveitar o sol. E, por conta também do período de férias, as ruas são tomadas por turistas encantados com Madrid.

Qual é o custo de vida em Madrid?

Como acontece praticamente toda capital na Europa, morar em Madrid é o custo de aluguel mais caro do país e está num processo de encarecimento. No centro da cidade, um apartamento pequeno de um quarto chega a custar 700€ a 850€. Para dois quartos, os preços já ficam por volta de 900 a 1000€.

Uma opção para baixar um pouco o custo com habitação é ir para a periferia da cidade, onde os alugueis baixam de 100€ a 200€, dependendo da localização.

Já no quesito alimentação, os valores vão sempre variar de acordo com o estilo de vida e quantidade de refeições feitas em casa, é claro. Porém, prepare-se para gastar cerca de 300€ em alimentos para duas pessoas.

E, para quem gosta de sair para comer fora, um bom almoço para dois custa ao redor de 30€ a 40€, enquanto é possível encontrar boas opções de um jantar para dois por 50€ a 60€.

Oportunidades de trabalho: é fácil conseguir trabalho para morar em Madrid?

Morar em Madrid significa estar na cidade que mais atrai pessoas em busca de trabalho no país, mas também no local onde existem mais vagas. Por conta da questão separatista, muitas empresas de maior porte também estão escolhendo sair de Barcelona por conta da instabilidade política e migrando os cargos para Madrid.

Com isso, existe uma dualidade: é mais fácil conseguir empregos por lá, especialmente para quem procura trabalhos sem exigência de qualificação, já que a oferta é ampla em todas as áreas. Porém, como todos os olhos espanhóis estão voltados para lá, morar em Madrid também significa encarar a maior competição do mercado de trabalho.

Em termos de salário, os valores para funcionários qualificados são os mais altos da Espanha, porém, para empregos não qualificados, eles são iguais ou até inferiores a outras cidades, o que torna difícil para os funcionários sem qualificação sustentarem o custo de vida madrilenho.

Morar em Barcelona: o coração da Catalunha

Uma cidade de praia, ensolarada, cheia de cultura e arte por todos os lados: a arquitetura e a oferta cultural da capital da Catalunha realmente impressiona e deixa muitos brasileiros se sentindo em casa. É hora de falar mais sobre como é morar em Barcelona.

Como é morar em Barcelona? Entendendo o estilo de vida na cidade.

Os moradores de Barcelona prezam pelo equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, assim como os espanhóis, de maneira geral. Apesar de valorizarem o trabalho como algo que não é tão fácil de se obter, especialmente com salários mais altos, eles não são workaholics e gostam de desfrutar do seu tempo livre.

No verão, assim como em Madrid, existem as férias coletivas. Por isso, os locais saem para viajar (vários restaurantes e estabelecimentos até fecham por causa disso) e os turistas dominam a cidade. Porém, é também nessa época que existem mais festas de rua, as praias ficam mais cheias e as atividades diurnas se tornam um destaque. Já no inverno, os bares e as boates são o ponto de encontro oficial.

Nos fins de semana do restante do ano, os parques e a praia concentram as atividades de entretenimento, especialmente na prática de esportes, para pegar sol e fazer piqueniques, mas também têm eventos de rua, como feiras e festas de bairro.

Porém, isso não quer dizer que a vida noturna na cidade não existe: ao contrário, ela é bem presente! Os próprios hábitos dos locais já indicam que a cidade funciona até tarde, uma vez que o jantar costuma ser entre as 21h e 23h, o início das atividades nas boates é por volta de meia noite e os bares ficam abertos até por volta das 3h da madrugada.

As saídas para bares e boates também são incentivadas pelo sistema de transporte, que funciona 24h por dia ao longo do fim de semana e até o início da madrugada nas vésperas de fins de semana e feriado. Ao morar em Barcelona, você também encontra padarias e mercados abertos 24h, para suprir a demanda de quem chega da noitada.

Qual é o custo de vida em Barcelona?

Parar morar em Barcelona, prepare-se para gastar valores semelhantes à Madrid com habitação: um imóvel pequeno de um quarto nos bairros mais centrais da cidade fica por volta de 850€. Por esse mesmo valor, é possível conseguir apartamentos de 2 quartos nas regiões mais periféricas da cidade.

No tema de alimentação, as compras de mercado de um mês para duas pessoas fica por volta de 300€, a variar com a quantidade de carne e outros produtos caros consumidos, além da quantidade de refeições feitas em casa.

Já para comer fora, existem opções para vários bolsos. No almoço, os pratos costumam ser mais baratos e é possível encontrar até mesmo a 20€ um almoço para duas pessoas. Já no jantar, a variação fica entre 30€ a 60€, também dependendo do tipo de culinária e restaurante.

Como é para trabalhar em Barcelona?

O mercado de trabalho pode ser um fator impeditivo para morar em Barcelona. A oferta de trabalho é menor do que em Madrid, geralmente sendo mais comum encontrar vagas em empresas médias e pequenas, o que também indica salários um pouco mais baixos.

Além disso, para estrangeiros, a Catalunha apresenta um outro desafio: várias das empresas exigem fluência no catalão, o idioma dessa região. Ou seja, para morar em Barcelona será preciso estudar durante um tempo, viu?

E aí, conseguiu decidir onde quer morar na Espanha: Madrid ou Barcelona? Conta qual você acha que é uma melhor opção para você!

POSTS RELACIONADOS

Visitar

Pontos turísticos de Londres: quais você não pode deixar passar

03/08/2020
Visitar

Atrações imperdíveis para visitar em Toledo, na Espanha

01/08/2020
Visitar

Assis, a cidade mística

27/07/2020