Como ter um custo de vida baixo para viver em Barcelona

Como ter um custo de vida baixo para viver em Barcelona

01.11.2021

Fazer uma previsão do valor gasto mensalmente é uma das questões mais importantes na hora de decidir morar fora do Brasil. E, para poder fazer uma projeção dos gastos, é preciso conhecer um pouco do funcionamento da nova cidade.

Neste artigo falaremos sobre os principais gastos para que você consiga calcular um custo de vida baixo para viver em Barcelona: moradia, alimentação, serviços básicos e transporte.

Como ter um custo de vida baixo para viver em Barcelona

O custo de vida de uma pessoa depende de seus gastos mensais básicos e do seu estilo de vida. Naturalmente, há pessoas que fazem opções mais simples (e mais baratas) e há pessoas que tendem a gastar um pouco mais.

Mas saiba que é possível viver em Barcelona gastando uma quantia moderada, desde que observe alguns dos seus hábitos e faça boas escolhas. Por exemplo, quem faz muitas refeições fora de casa, inevitavelmente tem um custo mais alto na alimentação, já que cozinhar em casa sai muito mais barato.

O tipo de transporte usado no dia a dia é outro fator que vai influenciar bastante no custo de vida. Ter um carro é um conforto e tanto, mas o custo da manutenção (combustível, estacionamento e impostos) é bem alto. Usar as opções de transporte público ou ter uma bicicleta podem ser boas opções para economizar.

Veja agora algumas dicas sobre os principais gastos mensais e saiba como fazer escolhas para conseguir ter um custo de vida baixo para viver em Barcelona.

Gasto com moradia

O valor gasto com habitação é um dos que mais influencia no orçamento mensal, e em Barcelona não é diferente. Por isso, atenção e bastante pesquisa na escolha do imóvel é fundamental. 

Conforme o site Expatistan, que coleta informações sobre o custo de vida em centenas de cidades, o aluguel médio em Barcelona é:

  • Apartamento mobiliado de 85 m² em um bairro de classe média: 1065 euros. 
  • Estúdio de 45 m²  em uma área semelhante: 716 euros.


Seguros Promo

Opções para um custo de vida mais baixo

Se a prioridade é economizar com o valor do aluguel, existem duas possibilidades principais: alugar um quarto em uma casa compartilhada ou morar em bairros mais afastados da zona central de Barcelona (que tendem a ter um aluguel mais barato).

Alugar um quarto tem vantagens e desvantagens, mas com certeza é uma ótima maneira de economizar. Em uma pesquisa no site Idealista, é possível encontrar opções a partir de 190 euros (em apartamentos com três ou quatro quartos). No site Housing Anywhere existem ofertas de quartos privados a partir de 270 euros.

Vale a pena verificar os anúncios, pois alguns deles já têm o valor mínimo das contas mensais incluídas (água, luz e internet).

Para quem não quer compartilhar uma casa, o ideal é procurar um imóvel nos bairros mais baratos. No site Uniplaces, é possível encontrar algumas ofertas de estúdios em bons bairros, como Sant Antoni e Les Corts, por 550 euros.

Resumo do gasto com moradia

Em resumo, o custo com moradia na cidade é mesmo alto. Mas é possível encontrar opções mais em conta para ajudar você a ter um custo de vida baixo para viver em Barcelona.

A dica principal é saber qual é o seu limite de gastos previsto e ter paciência para procurar as melhores ofertas. Tire proveito das plataformas de anúncios de imóveis e pesquise bastante, checando se a região vale a pena para você. Lembre-se de que, ao morar em um bairro mais distante, é preciso contabilizar os custos com transporte.

Para encontrar apartamentos e quartos baratos em Barcelona, utilize os sites Idealista, Uniplaces, Fotocasa, Housing Anywhere e Gabinohome.

Custo de alimentação

O custo da alimentação é um dos que mais pode variar conforme o estilo de vida. A melhor maneira de economizar é fazer compras no supermercado e cozinhar em casa. Para quem trabalha fora, levar marmitas caseiras também ajuda bastante a enxugar o orçamento. 

Os supermercados maiores têm suas marcas próprias, com boa qualidade e preços muito mais acessíveis. Vale a pena optar por comprar alguns destes itens, a economia é grande.

Alguns supermercados que você encontra em Barcelona são: Lidl, Aldi, Alcampo, Dia, Mercadona, Eroski e Caprabo.

Média do custo de alimentação

Em média, uma pessoa que viva dessa forma pode gastar entre 40 e 50 euros por semana com alimentação. No site Expatistan é possível consultar os preços médios dos itens básicos de alimentação nos supermercados de Barcelona 

Outros custos com alimentação em Barcelona

Listamos agora o preço médio de outros itens, como bebidas e refeições em restaurantes. Os dados são de setembro de 2021, recolhidos pelo site Numbeo.

Refeição em restaurante barato 12 euros
Refeição em restaurante médio com três pratos (para duas pessoas)50 euros
Combo do McDonald’s8 euros
Cerveja nacional (500 ml)3 euros
Água (300 ml)1,24 euros
Refrigerante (300 ml)1,83 euros
Cappuccino1,92 euros
Garrafa de vinho5 euros

Preço dos serviços básicos

Os custos básicos com água, luz e gás podem ficar em torno de 130 euros. Claro que esse valor varia de acordo com a rotina (se você passa muito tempo em casa ou não) e com a época do ano. No inverno, com a necessidade de aquecimento, a conta de luz tende a ser mais alta.

Já a internet de 8 mbps custa aproximadamente 36 euros, dependendo da operadora escolhida. 

Os planos de telefonia celular são muito variáveis, mas é possível encontrar ofertas a partir de 15 euros mensais. Entre as operadoras mais conhecidas estão Vodafone, Orange e Movistar.

Gasto com transporte

O transporte público de Barcelona (TMB) é bem eficiente e cobre quase toda a cidade, tanto os ônibus, quanto o metrô. O bilhete casual com 10 viagens custa 11,35 euros, o diário com viagens ilimitadas custa 10,50 euros e o mensal custa 40 euros.

Há também o bilhete jovem com viagens ilimitadas por 90 dias, com custo de 80 euros mensais (para menores de 25 anos) e o cartão familiar para 8 viagens mensais por 10 euros (pode ser usado por mais de uma pessoa).

Todos os valores são referentes à viagem de ônibus e metrô em 1 zona. Para outras opções e trajetos, consulte o tarifário no site do metrô de Barcelona.

A opção da bicicleta

Para quem gosta de pedalar e pretende usar a bicicleta como meio de transporte principal, existe a opção do serviço Bicing, que oferece bicicletas mecânicas e elétricas.

A plataforma de aluguel de bicicletas é comandada pela prefeitura de Barcelona e a assinatura anual custa 35 ou 50 euros, dependendo do plano. Também é possível usar o serviço eventualmente, pagando por cada aluguel. 

Resumo do custo de vida baixo em Barcelona

Agora que já mostramos os principais gastos que vão influenciar no seu custo mensal para viver em Barcelona, vamos fazer uma conta para verificar quais os valores médios para quem pretende viver com um custo de vida baixo na cidade.

Os gastos foram calculados para uma pessoa em casa não compartilhada e não foram incluídos valores destinados a estudos ou lazer.  Veja:

Aluguel de um estúdio550 euros
Supermercado200 euros
Água, luz, internet e celular166 euros
Passe mensal de transporte40 euros
Total956 euros

Observação: caso opte por alugar um quarto com o valor aproximado de 300 euros, o custo fica mais baixo, são 706 euros no total.

Para conhecer o custo de vida em outros locais do país, leia também o artigo em que mostramos as principais cidades e custo de vida na Espanha.

Qual o salário mínimo na Espanha?

Para quem vai trabalhar na Espanha, é interessante conhecer o salário mínimo, para ter mais segurança na previsão de contas e no orçamento mensal.

Por isso, tenha em mente que o salário mínimo atualmente na Espanha é de 965 euros. O valor foi reajustado em setembro de 2021 e será novamente revisto nos dois anos seguintes.

Veja também o artigo Europa: países com menor custo de vida.

POSTS RELACIONADOS

Morar

Retomada da economia na Espanha pós pandemia

04/11/2021
Visitar

Ilhas Espanholas

03/11/2021
Morar

Vistos para morar em Barcelona

02/11/2021