Como encontrar um emprego na Espanha: Guia para brasileiros

Como encontrar um emprego na Espanha: Guia para brasileiros

30.09.2020

Já pensou em morar fora do Brasil? E como seria encontrar um emprego na Espanha? Sabe qual é o passo a passo a seguir?

Saiba que a Espanha é o segundo país mais procurado por brasileiros na Europa e o que poucos sabem é que existem muitas ofertas de emprego em diversas áreas de atuação.

Fique conosco até o final e tire todas as suas dúvidas a respeito deste tema.

O que é preciso para conseguir um emprego na Espanha? 

Idioma

Em primeiro lugar, é de extrema importância que você saiba falar a língua local, mesmo que ocupe cargos para falar português.

A maioria dos espanhóis não fala outras línguas e se você não estiver preparado para se comunicar com eles de uma forma fácil e fluida, sua vida poderá ser mais difícil.

Não pense que improvisando e falando o famoso “portunhol” estará tudo bem. A maioria dos empregadores enxerga isso com maus olhos.

Além disso, tenha em mente que em determinadas regiões outra língua pode ser exigida, como o catalão na Catalunha, cuja capital é Barcelona.

Documentação

Para muitas ocupações profissionais, pode ser fundamental homologar o diploma na Espanha. Tanto o certificado de conclusão do Ensino Médio, como um diploma universitário podem ser homologados pelo Ministério de Educação espanhol.

A homologação ocorre através de um procedimento administrativo, para o qual será necessário apresentar os documentos apostilados e traduzidos. 

Assim, para que um documento estrangeiro tenha validade na Espanha é preciso apostilá-lo. Mas, o que significa isso?

Apostilar um documento significa afixar o selo da Apostila de Haia. Esse procedimento é resultado de um tratado assinado por mais de 100 países, para harmonização e reconhecimento mútuo de documentos.

No Caso de Brasil e Espanha, ambos fazem parte deste tratado e, portanto, basta apostilar os documentos para que tenham validade nos dois países. 

E, como fazer isso? Simples, você deverá levar seus documentos e diplomas em um cartório no Brasil e pedir para colocar a Apostila de Haia.

Tradução Juramentada

Vale lembrar que a tradução juramentada também será importante, para que as autoridades e as empresas espanholas aceitem os seus documentos.

Então, ressaltamos que não é aceita qualquer tradução, devendo ser feita uma tradução com um tradutor juramentado reconhecido na Espanha. 

Há uma lista divulgada periodicamente pelo Ministério de Ação Exterior do Reino da Espanha em que constam todos os tradutores juramentados que são reconhecidos no país.

Requisitos gerais

Além destes requisitos, existem outros que são exigidos pelas autoridades espanholas. Confira a seguir:

  • O estrangeiro deve estar com o passaporte válido;
  • Não pode ter nenhuma restrição em relação à entrada na União Europeia;
  • Não pode ter antecedentes criminais onde tenha vivido;
  • O estrangeiro não pode estar irregular em território espanhol.
Foto da Gran Via, uma das principais avenidas de Madrid e de toda a Espanha, onde há vários escritórios, centros comerciais e grandes empresas. Registro feito por mim, em agosto de 2020.

Tipos de vistos e autorização de residência para trabalho legal na Espanha

Para que um brasileiro possa trabalhar legalmente na Espanha, deve estar regularizado ou possuir a nacionalidade espanhola (ou a de outro país da União Europeia). 

Se o seu caso é o primeiro, como espanhol ou cidadão europeu, você não precisará passar pela burocracia exigida de um estrangeiro.

No entanto, no caso de não possuir dupla nacionalidade, o brasileiro precisará ter permissão de residência legal na Espanha.

Mas, se você não é espanhol, você deve conseguir um visto que permita trabalhar na Espanha ou solicitar uma autorização de residência diretamente no país, nos casos em que isso se aplica. 

Em relação aos vistos e autorização de trabalho, existem basicamente dois tipos:

1 – De trabajo por cuenta ajena;
2 – De trabajo por cuenta própia.

O primeiro você poderá obter quando conseguir um emprego, com um contrato de trabalho.

Já o segundo você pode obter para empreender através do seu próprio projeto empresarial, caso você queira investir na Espanha e/ou ser autônomo. 

É possível entrar na Espanha como turista, conseguir um trabalho e pedir uma residência legal?

Como sabemos, brasileiros podem entrar na Espanha sem visto de turismo e permanecer por um período de até 90 dias.

E com isso é muito comum surgir a pergunta: Posso entrar como turista, conseguir um trabalho e depois pedir uma residência no órgão responsável?

Infelizmente, a resposta para esta pergunta é negativa. No caso de conseguir um trabalho, você terá que voltar para o Brasil e pedir um visto para regressar à Espanha. 

Mas, em determinadas situações, é possível solicitar diretamente no país uma autorização de residência que permita o exercício profissional. 

Se você é familiar de espanhol ou de europeu (filho, cônjuge ou companheiro, por exemplo), poderá pedir na Espanha uma autorização de residência que permitirá trabalhar. Além disso, se você tiver terminado um Mestrado, por exemplo, pode pedir uma autorização de residência para busca de emprego.

Ademais, se já estiver estudando há três anos na Espanha e encontrar um emprego, também poderá trocar sua autorização de residência para uma de trabalho.

O Visto de Estudante permite trabalhar?

Agora sim temos uma resposta positiva, o Visto de Estudos permite ter um trabalho de meia jornada (até 20 horas semanais).

Isto poderá acontecer desde que o trabalho seja em uma área relacionada com os estudos e que não atrapalhe a sua formação acadêmica.

Por isso, uma boa recomendação, se você já possui alguma formação universitária, é fazer um Mestrado na Espanha. Dessa forma, você também poderá ingressar no mercado de trabalho com um contrato temporário de estágio e logo tentar uma efetivação.

Isso pode acontecer mudando sua situação no país, passando de uma permissão de estudos para um título de residência por cuenta ajena.

Além desta possibilidade, todo estudante que terminar seus estudos na Espanha pode adquirir uma residência para buscar trabalho ou empreender em um projeto empresarial, como mencionamos acima.

Em que áreas um brasileiro pode trabalhar na Espanha?

Legalmente e cumprindo com os requisitos necessários, os brasileiros podem exercer qualquer função na Espanha.

É verdade que há alguns anos atrás a situação não era das melhores, já que o país atravessou uma de suas maiores crises econômicas, com uma taxa alta de desemprego.

Hoje, no entanto, a situação laboral está muito melhor com uma considerável recuperação. Somando-se a isto, existem alguns fatores a favor dos brasileiros que buscam emprego na Espanha, que são:

  • A falta de experiência dos jovens espanhóis;
  • A emigração dos espanhóis para outros países em busca de salários mais altos;
  • O desinteresse da população na execução de alguns serviços;
  • A facilidade da língua;
  • O baixo custo de vida se comparado com outros países europeus.

Salário mínimo no país

Para este ano de 2020, o salário mínimo espanhol foi fixado em 31,66 euros por dia ou 950 euros por mês.

Mas é possível viver com esse valor mensal? Para uma pessoa ou até um casal, é possível viver com esse salário, mas sem grandes luxos.

Já para uma família com mais de duas pessoas, esse valor fica bem apertado. Todavia, com um bom planejamento e dependendo da região, é possível.

Leia também nosso artigo sobre esse assunto:
Viver com salário mínimo na Espanha, será que vale a pena?

Custo de vida

Para viver com um salário mínimo é necessário saber que Madrid e Barcelona são cidades que possuem um custo de vida mais elevado.

Mas, também é verdade que, se comparadas às grandes cidades europeias, são metrópoles que possuem um custo de vida aceitável.

Apesar dos altos valores cobrados nos aluguéis no centro de Madrid, por exemplo, você também poderá encontrar soluções que não comprometam sua renda. Seria necessário morar longe do centro da cidade ou buscar apartamentos compartilhados com outras pessoas para pagar menos de um aluguel.

A mesma renda em uma Comunidade Autônoma como a Andaluzia, Extremadura ou Galícia, pode representar um conforto muito maior. Mas, em contrapartida, pode ser mais difícil encontrar emprego nestas regiões.

No entanto, vale a pena lembrar que a maioria das empresas pagam salários maiores que este valor mínimo estabelecido, o que pode garantir uma vida muito mais estável, mesmo nas grandes cidades.

Separamos estes artigos para você ler também e saber ainda mais sobre o assunto:

Preparando o Currículo

Nesta história toda, um detalhe importantíssimo será ter um bom currículo para competir com os espanhóis no mercado de trabalho.

Por isso, também deixaremos aqui algumas dicas sobre como preparar um bom CV.

Na Europa, é comum a apresentação de uma carta de apresentação e/ou uma carta de motivação junto com seu CV e isso pode contar muitos pontos na sua candidatura. Por isso, prepare uma carta com uma apresentação personalizada sobre quem você é, como você gosta de trabalhar e suas qualidades, valorizando seu perfil.

Além disso, mostre como você está motivado com a oportunidade oferecida, indicando que você tem conhecimento do cargo e da empresa em questão. Depois disso, monte um currículo com seus dados pessoais, experiências profissionais, histórico acadêmico, idiomas e certificados, habilidades, interesses e referências.

Uma excelente opção é seguir os modelos oferecidos pela plataforma Europass, onde você pode montar seu currículo online e baixar a versão finalizada.

Como começar a buscar emprego na Espanha?

Levando em consideração tudo o que foi dito neste artigo, uma recomendação final é como partir pra prática na busca por um emprego na Espanha.

Além de usar o Linkedin e formar sua rede de networking, você poderá usar sites para busca de emprego na Espanha, como por exemplo:

  1. Oficina Empleo
  2. Indeed
  3. Infojobs
  4. Infoempleo
  5. Jooble

Além disso, há algumas empresas espanholas que são multinacionais e têm representação no Brasil. Vale a pena buscá-las, dando uma olhadinha nas que são filiadas à Câmara de Comércio Espanhola.

Quais são as áreas mais procuradas?

Há algumas áreas cujos profissionais estão sendo cada vez procurados, como a de Tecnologia da Informação.

Mas, na Espanha há uma lista de profissões de difícil cobertura, que compila os cargos que não estão sendo preenchidos pelos próprios espanhóis. Assim, os estrangeiros que ocupam um destes postos podem ter facilitado o procedimento de contratação e a regularização no país. 

O Serviço Público de Emprego Estatal do Ministério de Trabalho e Economia Social da Espanha publicou, para o terceiro trimestre de 2020, um catálogo de postos de difícil cobertura por província espanhola. Você por dar uma olhada aqui nas profissões listadas.

Ademais, vale a pena mencionar que netos de espanhóis podem ter certas vantagens para uma contratação na Espanha. 

Há um certo protecionismo para espanhóis e europeus, o que significa que a empresa que contrata um estrangeiro precisa justificar e realizar um procedimento prévio, além de anunciar antes a vaga numa plataforma pública. Mas, no caso de netos, não haveria tal burocracia.

Registro feito por mim em agosto de 2020, da Plaza del Sol, em Madrid. O local também reúne muitos escritórios e lojas, além de ser parada obrigatório em uma visita à cidade.

Emprego na Espanha: conclusão

Aqui reunimos algumas informações muito importantes para auxiliar você a conseguir seu emprego na Espanha. 

Sempre é fundamental realizar um planejamento migratório e se preparar com antecedência. Para ajudar nesse processo, também separamos estes artigos para você:

Se precisar de assessoria, ficaremos felizes em auxiliar! Mande um e-mail para espanha@conexaoeuropa.com.br

POSTS RELACIONADOS

Visitar

Vídeo: como é fazer a jornada de Santiago de Compostela?

15/11/2020
Visitar

As 10 praias mais inacreditáveis da Espanha

13/11/2020
Empreender

Empresas brasileiras que estão fazendo sucesso na Espanha

10/11/2020